domingo, 22 de outubro de 2017

SAUDADE RELATADA EM UM BLOG

O Jornal do Commercio, fez uma edição especial, homenageando os 348 anos da cidade de Manaus - fui entrevistado pelo jornalista Antonio Parente, em decorrência de amar a minha cidade e fazer postagem neste espaço, relatando esse amor - abaixo, transcrevo a matéria jornalistica.

Saudade relatada em um blog

   Saudosista e apaixonado; o moderno à moda antiga.
   Três palavras que refletem o espírito de um manauara apaixonado pela sua cidade.
   É assim que o administrador de empresas José Martins, 61, expressa todo o seu sentimento em cada linha dos seus textos publicados no Blogdorocha.
   José Martins viveu toda sua infância brincando e correndo nas ruas do centro da cidade, com saudades da Manaus de antigamente, resolveu criar em 2003 o Blogdorocha, uma homenagem do seu pai Luthier Rochinha, nordestino nascido no Ceará, a quem ele tinha como um verdadeiro herói em sua vida.
    "Tudo começou quando eu estava no Bar do Armando com os amigos e tive a ideia de criar um local para escrever e postar detalhes da Manaus da década de 70 onde vivemos grandes momentos.
     Em cada canto e em cada esquina vejo histórias daquela Manaus que me deixa saudades", disse.
       A simplicidade em seus textos demonstram a alegria e o amor de quem escreve com o coração a história de Manaus em seu blog, é dessa forma que Martins de forma humilde se refere a cada palavra escritas.
    "Não sou escritor, e sempre procuro colocar nos textos meus sentimentos e minha saudades da antiga Manaus.
    Aprendendo e vivendo a cada dia levo minha vida de forma positivo. Frequento o Bar Caldeira tradicional no Centro de Manaus e aproveito cada momento com os meus amigos e sempre que me inspiro escrevo no blog", disse.
   José conta que nasceu em Manaus na Santa Casa de Misericórdia, e o descaso e o abandono do poder público com um lugar tão importante em sua história são motivos que o deixa triste, porque segundo ele a falta de cuidado com esse patrimônio tão importante é como enterrar um pedaço da história de sua cidade.
     "Nasci na Santa Casa de Misericórdia na Rua 10 de Julho, ver aquele prédio abandonado é como ver um pedaço de mim acabar.
      E apesar dos eventuais erros de português procuro fazer o meu melhor porque nada melhor quando que escrever com o coração", disse.

Por incrível que pareça, esse matéria no jornal trouxe a vontade de voltar a escrever para o nosso blog - irei fazer pelo menos uma postagem por semana, tudo pela minha cidade. É isso ai.

    

Postar um comentário